Wednesday, September 10, 2008

Busca

Fico buscando no meu arsenal filosófico (que, reconheço, é fraco) razões que me motivem para o próximo pleito, no qual escolheremos as futuras administrações municipais. Sou sabedor da importância de se participar, conheço a máxima que apregoa que cada um deve fazer a sua parte, sem se preocupar com os demais.

Mas o meu desencanto é inevitável! Quem, em sã consciência, ignora que aqueles dotados de uma mínima consciência política se constituem numa minoria insignificante no país? Votar, cumprir com o dever - e usufruir de um direito - cívico, pode aliviar a consciência, mas, no fundo, restará um sentimento de impotência diante do quadro avassalador de uma esmagadora maioria politicamente infante.

Nem se pode contar com a esperança de que, pela continuidade do processo, um dia venhamos a contar com uma maioria com a mínima consciência política e que faça a diferença na hora do pleito. Qualquer um sabe que cultura política não se adquire com alfabetização básica, com primeiro grau do ensino fundamental. Se ainda nem temos o mínimo, quando teremos o necessário?

No comments: