Wednesday, May 02, 2007

Pecha???

O gauchês, essa forma um tanto quanto diferente de falar, o uso de algumas expressões regionais, que se não estão fora do vocabulário, do idioma oficial, ao menos são termos pouco usados fora das fronteiras do estado, nesse Brasil continente de tantos sabores locais.

Há pouco escrevia para uma grande e querida amiga: "Faz tempo que a gente não se pecha por aí." Em que outro lugar do Brasil se usa o verbo pechar com esse sentido de se encontrar? Aqui ele tem essa conotação que é até fácil de explicar, basta ver a definição de pechar:
Pecha, verbo singular, terceira pessoa indic. de pechar. Embate de dois cavaleiros que correm em sentidos opostos.
Em um estado com vocação rural, onde o uso do cavalo é normal, é normal também que o termo derivasse de "choque entre cavaleiros" para o encontro de pessoas, de conhecidos, de amigos e até para a colisão de automóveis, outro sentido em que a palavra "pechada" é utilizada aqui.

Usamos essas expressões regionais naturalmente no nosso linguajar do dia-a-dia. Quando vamos conversar (ou escrever) para alguém de outro estado há a necessidade de filtrar certas expressões de uso local.

Caso contrário ocorre o que ocorreu: "Como assim, a gente se pecha???" Não se preocupe, amiga, nossa "pechada" é só um encontro amistoso de dois grandes amigos!

1 comment:

Adriana said...

Querida amiga?! Grazie, pela parte que me toca!!
Pecha é isso? Huuuuuuum!! O sr. Aurélio anda meio 'mau das pernas'. Fui 'perguntar' pra ele o que era pecha e ele me disse: sf. Defeito, falha, falta.
Daí pensei: "A gente não se falta? A gente não se defeita? A gente não se falha? Como assim, Bial?!"
"Entonces" tive que colher a resposta direto da fonte. E não é que uma simples pecha rendeu até um post!!
A gente não se pecha, mas mesmo assim sempre rende alguma coisa!! *risos.
Obs.: Essa sua página anda meio 'pesada' para meu computador. As outras abrem com relativa 'lentidão', mas essa... demooooooooora. Isso quando abre.