Tuesday, December 05, 2006

A Volta do Caudilhismo

Não sei se a classificação caudilhismo conseguiria abranger esses estranhos seres que se consideram verdadeiros deuses na terra. Talvez um caudilhismo misturado com teocracia, vamos chamar de "Caudilhismo Teocrata"? De qualquer forma eles se acham as ultimas bolachas do pacote; são populistas, como todo bom caudilho, e se apresentam com medidas "salvadoras" para uma população do tipo "último degrau da escada", ou seja, para gente que supõe que "pior do que está não pode ficar" - e creiam-me, pode.

Esses dias li na Carta Maior - portanto uma leitura bem isenta, nem um pouco partidária! - que uma comissão de notáveis foi enviada a Cuba para tirar a limpo essa história se Cuba é ou não uma democracia. As conclusões são hilárias! Sem tocar em nenhum dos pontos fulcrais que definem as democracias: pluripartidarismo, liberdade de imprensa, liberdade de expressão, liberdade de ir e vir, alternância de partidos no poder; os notáveis da comissáo chegam a uma conclusão, baseados, talvez, no número de crianças vacinadas, que Cuba é, sim, uma democracia.

Agora a Venezuela caminha para esse mesmo destino. Baseados nos "Círculos Bolivarianos" , a maioria criados à revelia - e sem nenhum controle - do governo, mas com poderes de polícia política sobre os "demais cidadãos", i.e., leia-se a oposição, ou quem é do contra, ou quem pensa diferente, e com alterações na constituição que permitam a proclamação do "Primeiro e Único Senhor Sol Chavez I", que deverá se perpetuar no poder e ser substituído por um clone seu - quando a engenharia genética permitir a clonagem dos deuses ditadores latino-americanos, recurso que chegou tarde para Fidel - mas como Chávez deve ficar pelo menos mais 40 anos no poder, deve dar tempo.

Lamentavelmente, as democracias só tem uma contra-indicação: não funcionam para povos incultos.

No comments: