Saturday, July 22, 2006

E assim somos...

A piada - machista, politica e humanamente incorreta - diz que "quando você bate numa mulher, você até pode não saber o motivo porque está lhe batendo, mas ela sabe muito bem porque está apanhando". Parafraseando o texto da piada, e adaptando-a para a nossa realidade, pode-se dizer que "se você prender o primeiro brasileiro que enxergar na rua, você até pode não saber o motivo porque está lhe prendendo, mas ele sabe muito bem porque está sendo preso". Achar alguém que não deve nada só por milagre! Paga todos os seus impostos? Não sonega nada? Cumpre todas as leis, inclusive as de trânsito? Aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra!

E assim somos nós, os brasileiros, essa etnia maravilhosa, esse povo alegre que adora futebol, samba e uma sacanagem, não necessariamente nessa ordem. As exceções? Servem para confirmar a regra! Estamos nos aproximando do período eleitoral. Qualquer um pode pensar que vamos limpar o Congresso, renová-lo, elegendo novos representantes, eliminando os velhos, os viciados, os corruptos. Ledo engano! Só vamos substituir as atuais aves de rapina pelas futuras, sairão aqueles que nos roubaram no passado, dando lugar aos que irão nos roubar no futuro. Por que? Porque eles terão de sair do nosso meio, um meio onde só existe esse tipo de gente.

E não se diga que o povo não tenta! Viram essa CPI das sanguessugas? Uma grande parte dos acusados são pastores, gente que, senão pela normal formação moral, ao menos pela crença e pelo ofício seriam obrigados a um comportamento reto. Quer dizer, o povo até que tenta, escolhe seus candidados, mas... o nosso problema não é essa ou aquela classe, o problema é o todo que está corrompido. Somos nós. Sou eu. Não sou diferente, só posso alegar em minha defesa essa minha consciência inquisitorial que me acusa e cobra meus erros, fazendo com que eu avalie muito se realmente vale a pena cometê-los.

Mas tem gente que se absolve fácil e lindamente! O próprio presidente da CPI das sanguessugas fala mal "dos outros", dos seus parceiros na Câmara acusados na CPI, tentando faturar politicamente para o "Nosso Guia", dizendo que existem mesmo "300 picaretas" na casa. Eu pergunto: só 300? Quantos estavam envolvidos com as notas frias de combustíveis? Todos? Não foi a presença desses picaretas que possibilitou esse negócio de compra e venda de consciência pelo governo no escandalo do mensalão? Sr. presidente da comissão, não queira tripudiar com a nossa inteligência, faça-me o favor!

E assim somos...

No comments: