Friday, May 12, 2006

Ladrões

Os lideres partidários da chamada base do governo - leia-se pt e todos os que dão sustentação a essa coisa que está aí - se rebelaram e exigiram do presidente da Câmara, Aldo Rebelo, a adoção de atitudes para preservar a imagem da Casa.

Meu Deus! Qual imagem, Srs. Deputados? Qual imagem, Srs. Deputados? Que imagem é essa que sobrou para ser preservada? A imagem que o povo têm não é bem a de uma "casa", mas a imagem de uma "casa do mal". Mais apropriado seria dizer que a imagem é a de um "esconderijo".

Sei que não se pode generalizar, há algum trigo no meio desse joio. Infelizmente quando o joio grassa numa plantação, o dono do campo é obrigado a sacrificar o pouco trigo que sobrou numa limpeza que garanta melhores colheitas no futuro. Depois de mensalões, pizzas, escândalos de notas frias para comprovação de gastos de combustíveis que na sua maioria nunca existiram - quantos parlamentares estão fora dessa? Pouco trigo, não é mesmo? - agora surge mais um, de uma lista que parece interminável: roubar na venda de âmbulâncias.

Esse roubo tem um simbolismo macabro. Roubar em algo tão caro a um povo, na ajuda médica, e naquilo que vem nos momentos de maior angústia para os mais carentes da população. Primeiro implanta-se um programa de "ambulancioterapia" para tratar da saúde do povo - que o presidente consegue ver como "quase perfeito" -, e a ainda rouba-se na implantação - a típica tragicomédia.

Rouba-se de tudo e em tudo nesse país, rouba-se sem escrúpulos, sem consciências, rouba-se do faminto, rouba-se da criança carente, rouba-se do doente, rouba-se até no funeral. Nesse país os ladrões são tão solertes que conseguem roubar até da morte. Pior de tudo! Estão conseguindo roubar a esperança de um povo...

No comments: