Tuesday, May 16, 2006

Filho desnaturado

Para quem lê somente esse blog, o Blogando com Domrs, deve pensar que sou um filho desnaturado, que deixou passar o dia das mães sem registrar data, sem colocar uma florzinha, sem escrever ou publicar um poema para ela, sem dedicar, ao menos, meia dúzia de palavras para a minha mãe aqui neste espaço.

Confesso que não fiz nada disso, aqui neste espaço, fiz em outros, porque também escrevo em outros blogs; fiz pessoalmente porque disse em palavras para minha mãe o quanto a amo na passagem do seu dia. Também costumo dizer, embora, é claro!, não vá dizer para a minha mãe, não vá dizer para nenhuma mãe, que não acredito muito nesses "dias das", nos "dias dos".

Acho que estas datas estão comercialmente contaminadas, tudo nelas tem como intenção vender. Quem ama a sua mãe, a sua esposa, a sua namorada, a sua avó, o seu pai, o seu marido, não precisa de uma data especial para dizer isso, nem para demonstrar o seu amor. Dar uma panela de presente no dia das mães não é o que há de mais amoroso - vá lá, sei que, às vezes, é esse o presente que ela quer.

Quem me lê sabe bem do que eu quero dizer. Não é bacana receber um presente, um carinho, uma ligação, um telefonema, uma palavra de afeto, um eu te amo, num dia qualquer? Um afeto motivado apenas pela vontade de demonstrar o quanto se gosta de alguém? É quando o sentimento transborda e a gente transfere essa felicidade para o ser amado.

Por isso, não fiquem preocupados - brincadeira, sei que não estavam! -, eu cumpri com a formalidade que se exige dos filhos nesse dia - viram como não é bonito isso de se ter dia para as coisas? Nos outros dias vou fazer igualmente, mas sem essa necessidade formal, vou fazer só porque me faz bem ao coração.

Mãe eu te amo, em todos os dias!

No comments: