Friday, February 24, 2006

Credibilidade

Muita gente não entende e me pergunta o motivo pelo qual este modelo aplicado na internete não se comporta semelhante com o que ocorre na televisão, com a receita publicitária cobrindo custos e fazendo com que conteúdos e serviços permaneçam/e ou sejam gratuitos.

Esse modelo já existiu e ainda existe em parte na internete. Muitos serviços ainda são, ainda permanecem gratuitos, um deles, por exemplo, é esse sistema do Blogger que estamos usando agora. A rede sofreu dois grandes baques que afetaram a sua credibilidade; o primeiro se deu quando os "hackers" expuseram as vulnerabilidades da rede e criaram nos consumidores a desconfiança sobre a falta de garantia nas transações online.

Tornaram-se comuns os casos de cartões de créditos clonados, de contas bancárias zeradas, e de outros golpes do tipo, e que continuam ocorrendo até os dias de hoje. Com isso o consumidor fugiu das operações online. Sem consumo não há razão para anunciar, sem anúncio não há como sustentar o custo das empresas, a velha história do "there's no free luch" - não há almoço grátis, alquém tem que pagar a conta.

Um segundo fator ocorreu quando houve o grande quebra-quebra, quando estourou aquela bolha inflacionária criada no mercado acionário das empresas de tecnologia; houve uma supervalorização desenfreada de todas as empresas que operavam na internete, quando todos pensaram que haviam encontrado o pote de ouro que havia no fim do arco-íris. A quebradeira foi geral e deixou muita gente falida.

Essas são coisas passíveis de serem recuperadas, é claro, mas quando se fala em credibilidade, temos que entender que tratamos com algo que se perde com grande facilidade e que, para recuperar, é preciso muita persistência e muito trabalho.

No comments: