Saturday, April 05, 2008

O Maior dos Medos

O medo é um sentimento sujeito à gradação, ou seja, é possível estabelecer uma escala dos medos. Esta escala varia de pessoa para pessoa, se alguns têm medo de tudo, outros enfrentam os seus medos com valentia, e há os que se dizem destemidos, os sem medo. Sobre estes não sei dizer, mas os especialistas afirmam que ter medo na justa medida (qual?) é saudável. Reza o dito popular: "quem tem juízo, tem medo".

Não sei dizer se sou ajuizado ou covarde, mas tenho os meus medos, as minhas fobias. Imagino que a maioria também as tenha. Um medo quase universal, e importante para a sobrevivência do individuo, é o medo da morte. Temer a morte é um medo saudável e que nos afasta dos perigos.

E é por temer a morte que a população do Rio de Janeiro tem lotado os postos de saúde e os hospitais da cidade, em busca de ajuda contra a dengue. Os jornais dizem que os cariocas têm permanecido longas horas nas filas em busca de atendimento. Para diminuir o prazo de espera - que chega a atingir mais de 10 horas - a justiça recentemente determinou que os postos de saúde da cidade permaneçam abertos nas 24 horas do dia.

Embora a medida ainda não tenha sido adotada em todos os postos de saúde, naqueles que já estão trabalhando 24 horas, o movimento durante a noite é muito reduzido. Consultada pelos motivos, à população revelou que não procura os postos durante a noite pelo medo de sair à rua devido à violência; o medo da violência ainda é maior que o medo de morrer pela doença...

No comments: