Sunday, August 13, 2006

Quer aparecer? Então...

Estou aqui "fazendo o jogo do inimigo", comentando o assunto, e errando. O certo, o indicado, o correto nesse caso - ou nos casos assemelhados a esse - é dar a resposta do desprezo: simplesmente ignorá-lo. Ao comentá-lo faço o jogo do inimigo. Naturalmente o meu comentário não vai contar nada ou quase nada na balança, mas basta conferir na grande imprensa para ver que o resultado já foi atingido.

De quem estou falando? Ah! Dela, a já escolada e mestra na arte de suscitar polêmicas, doutora na técnica do também famoso "falem bem ou mal, mas falem de mim!" - Madonna Louise Veronica Ciccone (Bay City, Michigan, 16 de Agosto de 1958), e da sua nova - já não tão nova - tour Confessions.

Ela é a artista feminina mais vendida no mundo (275 milhões de cópias) e a quarta de toda a indústria fonográfica; quer dizer, precisar da polêmica ela não precisava, mas ela gosta demasiado de si mesma para poder conviver "só" com o sucesso normal das estrêlas, ela precisa do megaestrelato - e daí vêm as polêmicas.

A polêmica? Cantar "Live to Tell" pendurada numa cruz, com uma coroa de espinhos na cabeça. Enquanto isso, são exibidas, num telão, imagens de crianças e adultos africanos para chamar a atenção para o avanço da Aids no continente. Talvez porque ela esteja querendo ajudar a melhorar a sua imagem, depois de ter declarado em 2005 que nunca esteve na África "porque não teve tempo".

Fica a receita de Madonna do nosso popular "Quer aparecer? Aí vai ela: "Te dependura numa cruz, bota uma coroa de espinhos na cabeça e canta 'Live to Tell'". Pronto, sucesso garantido, vai aparecer pra mais de metro!

No comments: