Tuesday, November 29, 2005

Bom Dia!

Você acorda. Com o pé direito. E com o esquerdo também, que eu lembre não é necessário retirar um dos pés para despertar. Depois daquela sucessão de rotinas que fazem parte do amanhecer no seu dia-a-dia, vai até o computador para ligá-lo. Outra atividade rotineira, você deve estar dizendo, não é mesmo?

Pois está enganado. Essa máquina não tem nada de rotineira, ela está dotada de alguma coisa chamada "Sisop", ou Sistema Operacional para os menos íntimos. Você pressiona o botão para fazer a mágica acontecer; alguns estalidos, na tela dizeres desconexos, "capable", "incapable", "enable", "disable", "capable but disable"; no fim das contas você, desconfiado, não sabe se estão falando alguma coisa da máquina ou de você.

A primeira coisa que aparece é uma tela para login com seu nome, o que, de um lado, lhe dá um certo bem estar, pelo reconhecimento, mas, do outro, aumenta a sua suspeita de que a máquina estava falando mal de você mesmo: Incapable é a mãe! Você coloca aquele "password", o termo escolhido a dedo, a palavra mágica que abre todas as portas, a sua segurança, digita "a-b-r-e" e um "Enter".

Mas não entra, a coisa continua f-e-c-h-a-d-a, ou melhor, nada acontece. Clica novamente no "Enter". Clica novamente no "Enter". Clica novamente no "Enter". E nada. Descobre que o cursor não está piscando para você; Merde! (que significa merda em francês) Pelo jeito a coisa travou.

Shit! (que significa merda em inglês) Não tem jeito. Ou só tem um jeito: Resetar (palavra em inglês que significa restaurar, recomeçar) O dia não começou bem, mas como não tem o seu botão de "Reset"... O jeito é recomeçar o computador, apertar o botão do "Reset" do computador.

Alguns estalidos, dizeres, "incapable!", é a tua mãe!, e uma tela nova: scandisk. Na tela uma advertência: Como você não desligou adequadamente o computador... Mierda! (que significa merda em espanhol!...

No comments: